Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro, 2018
Crítica:
"Pequena Grande Vida"

Alexander Payne permanece como um dos mais confiáveis cineastas americanos, possuindo uma pequena, mas, impressionante carreira, quase unicamente dedicada à construção de simples e comoventes narrativas, sobre o quotidiano de gente comum, na América interior. No entanto, em “Pequena Grande Vida” somos introduzidos a uma ambição que não lhe conhecíamos. Como assim? Pois bem, tudo acontece num futuro próximo, onde um rocambolesco processo de miniaturização de células parece surgir como uma solução ecológica para a sobrepopulação e as mudanças climáticas. Um sugestivo princípio para um conto de ficção-cientifica, portanto. Só que, Payne e Jim Taylor (antiquíssimo colaborador seu) quiseram ir mais longe e pensaram uma odisseia, algures entre a comédia gentil e o drama melancólico, que coloca o seu protagonista (um excelente Matt Damon), numa rota de colisão com alguns dos mais gritantes problemas da sociedade contemporânea. O resultado é uma sátira p…
Crítica:
"Eu, Tonya"

Tonya Harding entrou para a história do desporto, devido ao seu talento para a patinagem. No entanto, o nome da americana ficou imortalizado na consciência popular, por motivos bem mais insidiosos. Nomeadamente, pela sua associação à agressão de uma rival, Nancy Kerrigan, atingida no tornozelo com uma barra de ferro retrátil, enquanto treinava para as Olimpíadas, em 1994. Ora, estariam reunidos todos os elementos possíveis e imaginários, para conceber uma narrativa, capaz de encenar um dos mais rocambolescos episódios dos anos 90, mas, Craig Gillespie e Steven Rogers (realizador e argumentista, respetivamente) quiserem ser mais ambiciosos e, compuseram uma tragicomédia, onde a utopia do Sonho Americano é um ideal inatingível. Assim, escapando a simplificações ou clichés, tudo se passa como se se tratasse de uma reportagem. Os atores, sem nunca deixarem de assumir as suas personagens, sentam-se em frente às câmaras e, vão pontuando os acontecimentos, atravé…
Destaque da Semana:
"Eu, Tonya"

Realização: Craig Gillespie
Argumento: Steven Rogers
Elenco: Margot Robbie, Sebastian Stan, Allison Janney
Crítica:
"15:17 Destino Paris"

Eastwood completará 88 anos dentro de poucos meses. No entanto, o envelhecimento não o impediu na hora de reinventar a sua filmografia. Principalmente, através de contos reais, sobre pessoas banais, que realizaram proezas extraordinárias, em situações incomuns. Ora “Milagre no Rio Hudson”, a sua tentativa anterior de o fazer, era francamente humilhante, limitando-se a reduzir uma história insuficiente (na óbvia ausência de matéria para encher 90 minutos, o argumento inventava uma perseguição mediática rocambolesca) a um vazio e entediante desastre cinematográfico, mas, “15:17 Destino Paris” é uma experiencia bem diferente e, muito mais desafiante. Trata-se de uma recriação das vidas de Alek Skarlatos, Spencer Stone e Anthony Sadler, três amigos americanos, dois militares de licença e, um estudante universitário, que impediram um atentado terrorista num comboio, durante uma viagem de férias ao continente europeu. Feito, obviamente, admirável, que …
Crítica:
"Black Panther"

Nenhuma das anteriores longas-metragens da Marvel foram terríveis. Algumas até foram bem curiosas. No entanto, sempre padeceram de problemas mais ou menos gritantes. Seja um uso demasiado recorrente de elementos cómicos, que roubam dramatismo à narrativa, ou o esquematismo geral das suas narrativas, que acaba por aproximar mais os resultados da mais pedestre produção televisiva. E, também, por isso, “Black Panther” surgirá como uma surpresa tão encantadora. Um “blockbuster de autor”, que volta a confirmar Coogler enquanto um cineasta sincero e empenhado, capaz de conceber fascinantes microcosmos, que nos parecem imediatamente realistas e autênticos. Assim, a odisseia de um herói órfão (Chadwick Boseman), que necessita de aceitar as suas responsabilidades hereditárias para com o seu povo e, enfrentar uma figura (Michael B. Jordan), que encapsula em si os erros dos seus antepassados. Dizer mais, é cair no território moralmente inaceitável dos spoilers (i…
Crítica:
"The Florida Project"


Muito além de meras narrativas, os filmes de Sean Baker assumem-se como elucidadores guias ilustrados, de microcosmos muito particulares, sem condescendências, nem clichés. E, depois do muito aclamado “Tangerine” lhe abrir as portas para a indústria, o americano escolheu regressar aos seus pequenos contos, com uma vibração indie que apetece chamar de “artesanal”, de modo a encenar a contundente odisseia veranil de uma menina precoce. Chama-se Monee e, vive com a mãe e os amigos, num motel decrépito, a escassos passos do Walt Disney World, em Orlando, Florida. Assim, esta é a história desse curioso, poder-se-ia mesmo dizer, irónico cruzamento, entre um reino mágico de sonhos e, a brutalidade da vida quotidiana de quem “não tem onde cair morto”. Os nossos pequenos protagonistas sabem muito bem, que nunca conseguirão atravessar a rua e, visitar o parque de diversões em causa, como os milhares de turistas, com que se deparam constantemente. Da mesma …
Destaque da Semana:
"The Florida Project"

Realização: Sean Baker
Argumento: Sean Baker, Chris Bergoch
Elenco: Brooklynn Prince, Bria Vinaite, Willem Dafoe
Crítica:
"Todo o Dinheiro do Mundo"

“Todo o Dinheiro do Mundo”, independentemente, dos seus muitos méritos, permanecerá eternamente conectado a uma produção bem conturbada. De forma mais ou menos simplista, digamos que o filme começou por ter Kevin Spacey no papel do multimilionário John Paul Getty, no entanto, quando surgiram acusações de assédio sexual contra o ator, Ridley Scott resolveu refilmar todas as cenas que o envolviam com Christopher Plummer. Trata-se de uma decisão sem precedentes, que acabou por ofuscar os resultados e, é uma pena que assim seja. É que, esta tarefa hercúlea, não só evidencia Scott como um veterano, capaz das mais admiráveis proezas (e, não nos enganemos, refilmar cerca de metade de uma longa-metragem em menos de duas semanas, é um empreendimento hercúleo), como também reafirma a sua qualidade enquanto contador de histórias. Para tal, evocando o rapto de John Paul Getty III, por um grupo que exigiu ao seu avô um resgate de 17 milhões de dólares, q…
Destaque da Semana:
"Todo o Dinheiro do Mundo"

Realização: Ridley Scott
Argumento: David Scarpa
Elenco: Michelle Williams, Christopher Plummer, Mark Wahlberg
Crítica:
"Linha Fantasma"

Um conto fantasmagórico de puro encantamento. Apenas assim, podemos descrever adequadamente a mais recente experiência de Paul Thomas Anderson. Uma odisseia obsessiva e imperscrutável, acerca de um aclamado costureiro, que inicia uma estranha relação com uma empregada de mesa, que se torna a sua musa. Evocando os códigos clássicos do romance gótico, o autor de “O Mentor” e “Haverá Sangue” reúne-se novamente com Daniel Day-Lewis (soberbo, naquela que pode muito bem ser a sua derradeira interpretação), para conceber um melodrama que não se parece com nenhum outro. Aliás, à saída apetece mesmo questionar, afinal, o que está no centro de “Linha Fantasma”. Será um olhar sobre os perigos e ilusões da masculinidade tóxica? Uma autobiografia disfarçada de filme de época à antiga (poderíamos argumentar que o protagonista, não mais é senão uma extensão do próprio Paul Thomas Anderson)? Uma sátira às convenções das produções britânicas de prestígio? Enfim, pouco…
Crítica:
"A Forma da Água"

Raramente deparamos com uma longa-metragem, capaz de reunir o consenso do público, crítica internacional e da indústria americana. No entanto, com “A Forma da Água”, o mexicano Guillermo del Toro conseguiu essa proeza. Afinal, venceu o Leão de Ouro em Veneza, fez belíssimos resultados nas bilheteiras e, com as suas impressionantes 13 nomeações para os Óscares, é encarado como um favorito mais ou menos definitivo para alcançar a mais cobiçada estatueta do mundo hollywoodesco. E, compreende-se, porque o enternecedor encontro romântico entre uma mulher muda (Sally Hawkins, notável) e um ser anfíbio, encontrado na Amazónia, é mesmo um acontecimento como não vemos de maneira frequente (longe disso). Um inspiradíssimo cruzamento de géneros, onde transparece a cinefilia de um dos mais peculiares e fascinantes autores do panorama contemporâneo. Aqui, novamente a trabalhar para relançar os modelos mais “primitivos”, digamos assim, deste realismo mágico, que p…
Destaque da Semana:
"A Forma da Água"

Realização: Guillermo del Toro
Argumento: Guillermo del Toro, Vanessa Taylor
Elenco: Sally Hawkins, Octavia Spencer, Richard Jenkins
Género: Romance, Fantasia
Duração: 123 minutos