Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2018
Crítica: "Ilha dos Cães"

Se os filmes de imagem real do americano Wes Anderson já possuem uma magia que nos apetece associar ao cinema de animação, então o que dizer sobre as suas pontuais aventuras nesse mesmo terreno? “Ilha dos Cães” segue o maravilhoso “O Fantástico Sr. Raposo”, e recoloca o seu autor no panteão dos mais idiossincráticos e interessantes cineastas vivos e, também como um dos poucos genuínos criadores de universos e personagens, que sem a sua galopante imaginação nunca se materializariam. É o caso da belíssima fabula de um menino que parte em busca do seu fiel companheiro canino, numa ilha onde estes animais foram exilados por um cruel presidente, que planeia extingui-los. Estamos mesmo perante um acontecimento monumental, onde a visão simultaneamente amarga e esperançosa que já vamos associando a Anderson, volta a expor um brilhante cineasta que de maneira mais ou menos obsessiva regressa aos seus cenários artificiosos, para encontrar (e nos oferecer) uma h…
Crítica: "Vingadores: Guerra do Infinito"

Aqui temos um acontecimento cultural e financeiro (olhemos para as incontáveis lotações esgotadas, que se verificaram neste dia 25 de Abril), cujo sucesso ou falhanço dependerá unicamente das expectativas criadas em seu torno. Afinal, estamos mesmo perante, o mais ansiosamente antecipado lançamento do ano, capaz de mobilizar impressionantes legiões de fãs, que durante os últimos meses não pararam de especular sobre o que poderia passar-se neste novo capítulo, o primeiro de dois que simbolizarão o culminar dos primeiros dez anos do universo cinematográfico da Marvel. Também, por isso, corremos sempre o risco de revelar demasiado acerca de tamanho colosso, ao tentar escrever sobre ele e, como tal, o melhor será mesmo procurar refugio na vagueza, adiantando apenas que ao aceitarem a intimidante tarefa de coordenar tantas personagens numa narrativa comum, os irmãos Joe e Anthony Russo propuseram-se a completar uma missão aparentemente imp…
Destaque da Semana: "Ilha dos Cães"

Realização: Wes Anderson
Argumento: Wes Anderson
Elenco: Koyu Rankin, Bryan Cranston, Edward Norton
Crítica: "Verdade ou Consequência"

Apesar das muitas tentativas recentes de o revitalizar, o musical morreu permanentemente e, o western permanece unicamente como uma reflexão moral sobre as escolhas, digamos, moralmente questionáveis do seu passado (nomeadamente, na maneira como os cineastas dos anos 50/60 escolheram retratar autênticos massacres como atos de heroísmo). Porém, o slasher aparenta mesmo estar a regressar aos nossos ecrãs, dada a elevada contagem de contos sanguinolentos acerca de jovens universitários, que enfrentam forças malignas que escapam ao seu controlo e lhes ameaçam a vida. “Verdade ou Consequência” é mais uma dessas aventuras, no entanto, debaixo de uma superfície imaculada (a cinematografia tem aquele ar glossy, que associamos sempre a estas produções de estúdio), encontramos uma fita bem mais subversiva do que seria de esperar. No epicentro da narrativa, está um grupo de amigos, que quando confrontados com o final da faculdade e, a necessidade de ab…
Crítica: "Noite de Jogo"

John Francis Daley e Jonathan Goldstein passaram os últimos anos a tentar e falhar acertar na realização. Enquanto argumentistas sempre se assumiram como talentos extremamente confiáveis e, o primeiro até mantem uma sólida carreira no mundo da representação, mas, atrás das câmaras o sucesso iludiu-os constantemente até este “Noite de Jogo”. Um bonito exercício de pura subversão, onde se encena uma narrativa reminiscente de algumas obras de David Fincher, no entanto, num contexto de comédia burlesca. Tudo acontece em torno de Max e Annie (Jason Bateman e Rachel McAdams), um casal que semanalmente reúne outros casais para uma noite de jogos. Porém, num desses prazerosos serões, o irmão mais velho de Max propõe uma experiência limite: uma festa sob o tema de um crime mistério, onde tudo será de tal forma convincente, que nenhum dos participantes chegará a perceber onde acaba a ficção e começa a realidade… O humor, proveniente do argumento de Mark Perez, …
Destaque da Semana: "Noite de Jogo"

Realização: John Francis DaleyJonathan Goldstein
Argumento: Mark Perez
Elenco: Jason BatemanRachel McAdamsKyle Chandler
Primeiras Imagens: "Blindspotting"

Realização: Carlos López Estrada
Argumento: Rafael Casal, Daveed Diggs
Elenco: Daveed Diggs, Rafael Casal, Janina Gavankar
Primeiras Imagens: "The House That Jack Built"

Realização: Lars Von Trier
Argumento: Lars Von Trier
Elenco: Matt DillonUma Thurman, Riley Keough
Crítica: "A Maldição da Casa Winchester"

“O Último Vampiro” e “Predestinado” já anunciavam os irmãos Michael e Peter Spierig, como vozes francamente interessantes no panorama contemporâneo da série B fantástica. Possuindo dotes pouco comuns, para providenciar humanismo e muita astucia a conceitos classicamente enraizados nesses cânones. Agora, passada uma breve aventura no interior da máquina de produção dos grandes estúdios americanos, eis que os reencontramos num território mais modesto, que lhes assenta muito melhor. Falamos de uma simpática ficção, baseada nos incontáveis mitos que marcaram a construção da mansão Winchester, a casa assombrada que a herdeira da empresa de armas de fogo homónima, começou a construir em 1884 e, nunca parou de expandir até ao seu falecimento em 1922. Utilizando enquanto pretexto a visita de um psiquiatra caído em desgraça, contratado pelos infelizes membros do conselho de administração da Winchester Repeating Arms Company, para determinar o e…
Crítica: "Ammore e Malavita"

Convenhamos, que ao contemplar as ruidosas e rotineiras campanhas publicitárias que os estúdios americanos montam para os seus blockbusters, se torna complicado não assumir uma possível de algum ceticismo. Como se sentíssemos que já vimos tudo antes e, que os próximos anos, apenas têm para nos oferecer repetições temáticas, narrativas ou estéticas. Ora, claro está, que grandes cineastas conseguem sempre surpreender-nos, no entanto, às vezes deparamos com acontecimentos inqualificáveis, daqueles que surgem do nada e nos seduzem por completo. “Ammore e Malavita”, dos irmãos Manetti, conta-se mesmo entre esses filmes. Uma homenagem apaixonada a uma improvável lista de estupendos autores mundiais (começamos com Johnnie To, acabamos com Demy e, ainda sentimos Martone, Tarantino ou Sorrentino), onde rumamos até ao coração do submundo do crime siciliano, onde se desenrola um comovente conto romântico, entre Ciro e Fatima, ele um assassino contratado, emp…
Destaque da Semana: "Ammore e Malavita"

Realização: Antonio Manetti, Marco Manetti
Argumento: Michelangelo La Neve, Antonio Manetti, Marco Manetti
Elenco: Giampaolo Morelli, Serena Rossi, Raiz, Claudia Gerini, Carlo Buccirosso
Crítica: "Bullet Head: O Último Golpe"

Infelizmente, as lutas de cães são uma realidade. No entanto, só muito raramente vemos cineastas ousados a ponto de as abordarem nos seus filmes. E, convenhamos, é francamente penoso que assim seja, uma vez que o cinema permanece como uma importante ferramenta informativa, podendo trazer para a ordem do dia tem áticas que continuamos a encarar como tabus. Nesse sentido, importará realçar o trabalho do americano Paul Solet, que escolheu encenar este pequeno conto sobre as complexas relações entre humanos e cães, em estilo de thriller policial à moda antiga. Essencialmente, seguimos um trio de assaltantes, que se refugiam no interior de um armazém aparentemente abandonado, depois de um golpe mal-sucedido, que culminou no falecimento de um quarto membro. O problema é que naquela mesma infraestrutura decrépita, ainda reside um perigoso pitbull, violentamente treinado para os horrores das lutas de cães, que ali tinham tido lugar na noite ante…
Destaque da Semana: "Cinema Paraíso"

Realização: Giuseppe Tornatore
Argumento: Giuseppe Tornatore
Elenco: Philippe Noiret, Jacques PerrinSalvatore Cascio
Crítica:
"Operação Entebbe"

Padilha permanece interessado em contos profundamente marcados por questões políticas que, ultrapassam as vontades e pensamentos dos seus protagonistas. Simplificando, a cada filme que nos providencia, transmite também um olhar melancólico e desencantado sobre uma sociedade de muitas contradições e injustiças. Em “Operação Entebbe”, abandona o Brasil (onde filmou o seminal “Tropa de Elite”), para encenar o sequestro de um avião da Air France com destino a Paris, por um grupo da revolução palestiniana e, da missão que o exército israelita enviou o Uganda para resgatar os reféns. Território fértil para uma fita de ação acerca de uma das mais ousadas operações militares em memória recente, porém, aquilo que o cineasta brasileiro e o dramaturgo britânico Gregory Burke quiseram realçar foi o intrincadíssimo tabuleiro de xadrez político, com incontáveis e sempre imprevisíveis ramificações, centrado em três pares de personagens. De um lado, as dúvidas dos …